E pera declaração
desta obra santa et cetra...,
quisera dizer quem são
as figuras que virão
por se entender bem a letra.
                                            Gil Vicente
  ... em  Romagem dos Agravados.
Gil Vicente
   Renascença e Reforma - Líderes políticos e ideólogos - Ideologia e História da Europa
Online desde 2008 - Investigação actualizada sobre as obras de Gil Vicente.
Retórica e Drama - Arte e Dialéctica
Teatro 1502-1536
o projecto
eBookseBooks
MP3 Player requires JavaScript and the latest Flash player. Get Flash here.
Censura do Paço e Inquisição
...pelas Ordenações Manuelinas


         A Censura, como muitas outras formas de actuação do Poder Real e Eclesiástico, não era apenas exercída pelo Rei e pelos Bispos (autênticos duques), mas fazia-se também sentir pela pressão exercída por muitos elementos da nobreza, e até pelas populações, que actuavam com denúncias, a exemplo do que acontecia em Espanha desde 1478, quando Isabel de Castela e Fernando de Aragão, futuros Reis Católicos, criaram a Inquisição Espanhola, nomeando logo a seguir o confessor da rainha, Tomás Torquemada, para a chefiar...
Os Reis Católicos
        Em Portugal as práticas Inquisitoriais, só passaram a estar regulamentadas anos depois da instituição da Inquisição em 23 de Maio de 1536, data a partir da qual os reis de Portugal, com João III, adquiriram o Poder de regulamentar a actuação do Poder Eclesiástico sobre os "hereges" e os "apóstatas", bem como o de nomear as suas "justiceiras" chefias.
        Antes disso, o Poder (local) das chefias eclesásticas (Bispos), tinham a autoridade de actuar conforme os designios de cada cabecilha. E na sua actuação imitavam apenas o que Torquemada fazia em Espanha, antes, ou mesmo depois da criação do Tribunal da Inquisição em 1480.

        O rei Manuel I de Portugal, quis submeter o Poder dos Bispos ao Poder Real, o que ficou expresso nas suas Ordenações, mas isso só viria a ser plenamente conseguido com a instauração da Inquisição em 1536.  Uma tentativa anterior de instaurar a Inquisição em Portugal, em 1531, ultrapassava ainda o Poder Real.

        De qualquer modo o Poder Real, para exercer a censura, e condenar os cidadãos quando julgasse conveniente, não ficava aquém do Poder Eclesiástico...
        Exemplo disso é o texto das Ordenações Manuelinas, do qual apenas transcrevemos uma amostra das muitas cláusulas sobre o assunto.

[Noémio Ramos, Setembro de 2008]
Ordenações
Ordenações

...das Ordenações Manuelinas. Livro V
Universidade de Coimbra...


Tuesday, November 22, 2016

Pedro Berruguete, 1475. Auto de Fé
(pintor da Corte dos Reis Católicos)

- Livros publicados no âmbito desta investigação, da autoria de Noémio Ramos:

(2017)  - Gil Vicente, Aderência do Paço, ...da Arcádia ao Paço.
(2017)  - Gil Vicente, Frágua de Amor, ...a mercadoria de Amor.
(2017)  - Gil Vicente, Feira (das Graças), ...da Banca Alemã (Fugger).
(2017)  - Gil Vicente, Os Físicos, ...e os amores d'el-rei.
(2017)  - Gil Vicente, Vida do Paço, ...a educação da Infanta e o rei.
(2017)  - Gil Vicente, Pastoril Português, Os líderes na Arcádia.
(2017)  - Gil Vicente, Inês Pereira, As Comunidades de Castela.
(2017)  - Gil Vicente, Tragédia Dom Duardos, O príncipe estrangeiro.
(2015)  - Gil Vicente, Auto dos Quatro Tempos, Triunfo do Verão - Sagração dos Reis Católicos.
(2015)  - Gil Vicente, Auto dos Reis Magos, ...(festa) Cavalgada dos Reis.
(2014)  - Gil Vicente, Auto Pastoril Castelhano, A autobiografia em 1502.
(2012)  - Gil Vicente, Tragédia de Liberata, do Templo de Apolo à Divisa de Coimbra.
(2012)  - Gil Vicente, O Clérigo da Beira, o povo espoliado - em pelota.
(2010)  - Gil Vicente, Carta de Santarém, 1531 - Sobre o Auto da Índia.
             - Gil Vicente, O Velho da Horta, de Sibila Cassandra à "Tragédia da Sepultura" 
(2ª Edição, 2017)
(2010)  - Gil Vicente, O Velho da Horta, de Sibila Cassandra à "Tragédia da Sepultura".
(2010)  - Gil Vicente, Auto da Visitação. Sobre as origens.
(2008)  - Gil Vicente e Platão - Arte e Dialéctica, Íon de Platão.
             - Gil Vicente, Auto da Alma, Erasmo, o Enquiridion e Júlio II... 
(2ª Edição, 2012)
(2008)  - Auto da Alma de Gil Vicente, Erasmo, o Enquiridion e Júlio II...

- Outras publicações:
(2003) - Francês - Português, Dicionário do Tradutor. - Maria José Santos e A. Soares.
(2005) - Os Maios de Olhão e o Auto da Lusitânia de Gil Vicente. - Noémio Ramos.

  (c) 2008 - Sítio dedicado ao Teatro de Gil Vicente - actualizado com o progresso nas investigações.

eBookseBooks
O Teatro de Gil Vicente
GrammarNet